Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
Filtrar por categorias
Adjectivo
Aplicativos
Aprender Kikongo
As tradicoes Bakongo
Casamento bakongo
Classe de palavras
Conheça o povo bakongo
Conselho e motivação
Contos e Lendas em Kikongo
Crenças Religiosas
Curso Completo - Generalizado
Dicas do Editor
Erros de Kikongo
Escrita do Kikongo
Frases chaves
Frases em Kikongo
General Posts Kia Kongo
Geografia kikongo
Gramatica
Historia do Kikongo
Historia Reino Kongo
Jogos Construcao
Kikongo Corrigido
Kikongo Diálogo
Kikongo Exercicios
Kikongo Intensivo
Kikongo Lição
Lexico
Lexikongo Classe - a
Lexikongo Classe ba
Lingua Kikongo
Livre Expressão
Mito ou Facto
Nome genérico kikongo
Nomes Kikongo Importa
Nota Editorial
Nóvas Palavras
Observações
Origem da Palavra
Palavra semelhante
Passa Tempo
Piadinhas e Risos
Post Info
Principais Perguntas
Provérbio de Encorajamento
Provérbio Duvidoso
Provérbio Novo
Provérbio Social
Provérbios bakongo
Provérbios em kikongo
Provérbios na vida religiosa
Relacionado com governação
Revisão Lição
Simplesmente Curioso
Sinais de trânsito em Kikongo
Substantivo
Tradutoras
Uncategorized
Verbo
Voce sabia que

Na morte de um dos gêmeos ninguém pode chorar

Na morte de um dos gêmeos ninguém pode chorar


As tradições mais antigas na cultura dum povo sempre levam a crer que parte delas não passe de mitos. Conforme o mundo vai evoluindo, certas práticas tradicionais são esquecidas, originado a perca delas por completo. Quando isso acontece, a hipótese desta práticas ser um mito e não facto ganha terreno. Mais as vezes é um engano.

Na tradição bakongo as práticas antigas quando as cerimónias fúnebres, muitas delas deixaram de ser observadas.

Porque na morte de um dos gêmeos ninguém pode chorar?

Na tradição antiga bakongo; – Quando morre um dos gêmeos ninguém pode chorar, ninguém  pode fazer comida nem bebida e oferecida no óbito, mais agravante ainda não pode mostrar sinal de tristeza em modo algum.

Se sentir fome, como óbvio, pode-se fazer comida mais noutra casa onde não tem óbito.

Na casa onde estão reunidos para o óbito deve haver apenas canções de humor e outras cenas como anedotas para fazer rir as pessoas presentes no óbito.

Na testa da mãe e das tias, deve-se meter sinais com cal.

Todas estas restrições e procedimentos devem na segurança do outro gêmeos que ficou. Quando é procedido contrariamente, o gêmeos que ficou em vida, pode vir a morrer também. Os gêmeos são enterrados atrás da casa onde moravam, a não ser que morrem na idade adulta, só assim que serão enterrados no cemitério. Na morte de um dos gêmeos, a contribuição para o óbito e a dobra; quando dalguém se vem para dar a sua contribuição, ele deve dar duas contribuições porque são gêmeos, contribuindo assim para os dois, mesmo que se tratar de ter morrido apenas um deles.

É sabido que qualquer história obedece os factores tempo e espaço. Aqui há dois componentes que são: o fundamento histórico cultural (“torna-se tempo”) e a actualidade (“torna-se espaço”). Como seria possível observar rituais como estas nos centros urbanos? E mais do que evidente, o mode de vida leva ao desapatecomento muitas práticas tradicionais.

Facto ou mito?

 Mais postes – More posts – Plus posts 


Origem/Autor: cPMPatricio Mamona Chief Feature Writer

[starbox]
cPM eWriter – 2017 – Tukala Ndonga, Tulonga mpe Tulongoka Kikongo

Actualizado em:2018-02-10 15:29:38
Info Provider: Kia Kongo - By cPM - PMamona

Oi, pf não esquece de deixar um like ta!

Sidebar